Bullet Journal

Por que o Bullet Journal?

Oi, pessoal!

Como disse no post anterior, faço uso do Bullet Journal, uma agenda que tem ganhado fama mundialmente por sua versatilidade. Ela parte de um conceito criado por Ryder Carroll, e permite que você crie sua própria agenda a partir de qualquer caderno e de acordo com a sua necessidade. Aos que ainda não conhecem, cliquem aqui para assistir o vídeo que ilustra o conceito original, mostrando o que é e como ele funciona. A ideia inicial é bem simples, porém você pode acrescentar o que quiser e como quiser.

Bom, voltando agora para a pergunta que dá título a essa postagem, a minha história com o Bullet Journal, vulgo BuJo, começou há mais ou menos um ano, quando minha vida estava um caos e eu estava prestes a terminar a faculdade. A cena era mais ou menos a seguinte: sendo eu uma pessoa que adora abraçar o mundo, resolvi que faria dez milhões de cursos de uma vez só (fora a faculdade) e acabei por ter diversas tarefas com prazos apertados para lidar e nenhuma organização para conseguir dar conta de tudo que tinha para fazer. Foi nesse momento que percebi que ia precisar de algo mais elaborado do que uma anotação de data no canto da folha do caderno de cada curso. Detalhe: o que eu chamo de caderno se resumia a algumas folhas sulfite unidas por um clips, mas isso é outra história.

IMG_4888 (Editado).JPG

Sendo assim, comecei a buscar alguma forma de me organizar. E, no geral, sempre fui muito adepta ao uso de agendas. Todo ano eu comprava uma nova. Porém, nunca cheguei a usá-las com tanto afinco até o final. Então, foi um grande desafio a compra de um caderno que tinha como finalidade virar uma agenda. Principalmente para alguém que comprava agendas e parava de usá-las logo no começo, eu jamais imaginei que alguma outra opção poderia dar certo (a dedicação durava geralmente até a segunda semana de fevereiro, depois perdia toda utilidade). Eu já tinha aceitado a sina de ser um caso perdido no quesito organização.

Acontece que, por uma luz divina, apareceu no meu feed do Facebook uma matéria sobre essa tal ‘agenda em tópicos’ (agradeço até hoje em pensamento à autora do desancorando, que fez o post iluminado que apareceu na minha vida na hora certa!). Curiosa que sou, resolvi procurar mais coisas a respeito desse novo conceito e caí em diversas páginas de pessoas que começaram a usar essa agenda e tiveram uma grande mudança no cotidiano. Digo mudança mas me refiro primordialmente à questão de ver os planejamentos com outros olhos e ter um resultado maior no que diz respeito a organizar os compromissos e ter tarefas completadas de acordo com um cronograma que acabava sendo fácil de seguir.

O conceito em si do Bullet Journal é manter algo bem minimalista, mas vi muitos adeptos que personalizaram o conceito e fazem de seus BuJos a maior obra de arte. Isso é um aspecto extremamente positivo dessa agenda, porque ela é totalmente adaptável. E, apesar de eu não ser muito artística (sou bem aquelas que gostam de desenhar mas o resultado nunca é muito bom, rs), resolvi que tentaria utilizar mais uma vez um sistema de agenda. A diferença veio com o tempo e teve um resultado um tanto quanto surpreendente: essa, de fato, funcionou.

Hoje não imagino a minha rotina sem meu Bujo. Pelo simples fato de que toda minha vida está lá. Meus compromissos, minha programação semanal, meu calendário anual com todas as marcações possíveis, minhas anotações, meu controle de hábitos e remédios, tudo. Carrego-o sempre comigo. Por sinal, acabei de terminar meu primeiro caderno e estava em êxtase por ter que começar um segundo!

Agora, a pergunta que não quer calar é: o que tem de tão atraente nessa agenda?

Tudo. De verdade. Não há duas agendas que sejam iguais. E isso se dá pelo simples fato de que cada agenda é criada da forma que melhor agrada aquele(a) que dela faz uso. Ou seja, ela pode ser tudo aquilo que você precisa dentro de um caderno só. Pode ser uma agenda com todos os compromissos, um diário, um controle dos hábitos, de remédios, de acompanhamento emocional, de gastos, seu livro de rascunhos, de desenhos, de receitas, entre muitas outras coisas. Ou melhor, pode ser todas essas coisas ao mesmo tempo e em um mesmo lugar. E o mais legal disso tudo é que não há uma regra que diga o que você precisa ou não fazer.

 

O conceito principal é o mais básico possível, e se limita ao uso dos tópicos. Entretanto, isso não restringe de forma alguma todas as outras criações que podem ser feitas. A ideia de ter sempre uma nova folha em branco que pode virar qualquer coisa tira a ideia engessada de ter em cada folha um espaço para um determinado dia. Transforma o caderno em algo versátil e que permite explorar a página como um todo. É possível testar, mês a mês, dia a dia, aquilo que funciona ou não para você. Se funcionar, mantem para o próximo mês, se não, descarta. O que deve ter em mente quando começar a agenda é que ela precisa ser útil. Se criar algo que não esteja funcionando, não há a obrigação de continuar até o final do ano desse jeito. É possível tornar a agenda funcional e adaptá-la de acordo com a sua vontade.

img_4889

Não é a toa que o Bullet Journal tem conquistado mais e mais adeptos e tem funcionado para tantas pessoas. Fica realmente mais prazeroso usar uma agenda que te permite transformá-la de acordo com cada página, refletindo sua necessidade e carregando também o seu próprio reflexo. Afinal de contas, ter a chance de criar cada dia de um jeito diferente desperta, de fato, uma vontade maior de seguir o plano e ver onde vai dar. E, posso garantir, olhar para trás quando se termina uma agenda fica bem mais agradável, sabendo que se viveu e se criou tudo isso.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s